Por que as cobranças feitas internamente quase nunca dão resultados?

Por que as cobranças feitas internamente quase nunca dão resultados

Uma empresa de cobrança terceirizada nem sempre é a primeira escolha de quem possui clientes inadimplentes. Isso porque grande parte dos administradores têm a crença de que esse tipo de serviço dá poucos resultados e pode ser feito por uma equipe interna, destacada especificamente para o trabalho.

O que a maioria desses gestores não sabe, no entanto, é que cobranças feitas por pessoas das áreas financeiras ou administrativas que não têm um treinamento específico em relacionamento com clientes inadimplentes geram poucos resultados, já que as técnicas de abordagem são incorretas e a estratégia de negociação, idem.

Estimativas do SPC Brasil apontam que quase 60 milhões de brasileiros estão com o nome negativado atualmente – cerca de 35% da população com idade entre 18 e 95 anos. Os bancos são os maiores credores, mas os setores de comércio, comunicação, água e luz também são responsáveis por boa parte dessas pendências.

Com tantos devedores, investir em uma solução eficiente de cobrança parece ser o melhor passo a se tomar para reaver débitos, porém, se criada internamente, essa solução tende a falhar. A seguir, damos algumas razões para isso:

  1. Cobrar é chato e desgastante

Imagine ligar para vários devedores para fazer uma cobrança de débitos pendentes. Você entra em contato, a pessoa às vezes não atende, diz que está indisponível ou, quando fala com você, afirma que vai pagar a dívida, mas não dá indícios de que isso acontecerá logo.

Se você não tiver as ferramentas adequadas para negociar com essa pessoa ficará estagnado nesse passo do contato inicial e, provavelmente, nunca receberá o valor pendente. Além disso, esse processo se tornará chato e enfadonho, pois não gerará resultados.

  1. Fazer cobranças internamente desvia o foco da empresa

Destacar colaboradores para exercer a tarefa de cobradores tira completamente o objetivo central do negócio, que é conquistar mais clientes, entregar projetos e aumentar o faturamento. Com isso, os processos são comprometidos e a performance geral tem uma queda, já que parte da mão de obra está empenhada em cobrar os clientes inadimplentes.

  1. Há muito retrabalho na cobrança feita de dentro das empresas

Grande parte das companhias que ainda não terceirizam seus processos de cobrança percebe, ao final de um ciclo, que pode ser mensal, semestral ou anual, que poucos resultados foram conquistados e houve muito retrabalho.

O motivo disso é a falta de um sistema robusto de gestão de cobranças, com ferramentas para agir no fluxo completo do processo de recuperação de crédito – algo que apenas as empresas de cobrança possuem.

Os motivos para pensar – e repensar – antes de optar por internalizar os processos de cobrança da sua empresa vão muito além dos citados acima, já que você pode apenas perder tempo e dinheiro e, ao final, continuar sem receber as pendências.

Avaliar a possibilidade de trabalhar com uma empresa de cobrança terceirizada pode ser a maneira mais prática, saudável e econômica para que uma companhia receba dos inadimplentes e não comprometa seus processos. Pense nisso!

Você conhece os riscos de manter uma cobrança interna?

Você conhece os riscos de manter uma cobrança interna?

Instituições dos mais variados portes e segmentos necessitam de uma área financeira para controlar  o recebimento e a cobrança, bem como reaver débitos o quanto antes. O problema é que algumas empresas ainda não se deram conta dos riscos.

Não é raro que companhias destaquem um determinada pessoa para executar o trabalho de cobrança a inadimplentes, porém, na maioria das vezes, ela não recebeu treinamento adequado e não sabe bem como abordar o cliente na hora de receber.

Os riscos de não terceirizar cobranças são inúmeros, mas, dentre os principais, podemos listar os seguintes:

Perda de bom profissional que se transforma em péssimo cobrador

Uma pessoa que trabalhe na área financeira não necessariamente entende de técnicas de cobrar. Administradores, idem.

Por isso, ao destacar um bom profissional para realizar o trabalho de cobrança em vez de terceirizar esse serviço uma empresa corre riscos de perder um excelente funcionário e ganhar um péssimo cobrador, que não conseguirá reaver valores pendentes.

Abordagem inadequada e resultado negativo com inadimplente

Se o profissional não recebe um treinamento adequado em cobrança, com técnicas e ferramentas ideais para abordar o devedor, provavelmente ele não terá êxito em reaver valores em atraso, gerando apenas gastos e perda de tempo para a empresa.

Gastos adicionais com profissionais alocados

Quem trabalha com cobranças possui cursos nesse segmento e experiência para realizar a melhor abordagem com inadimplentes. Se um negócio decide internalizar seus serviços de cobrança precisa contratar esses profissionais e alocá-los, o que gera inúmeros gastos e encargos trabalhistas.

Se forem analisados os pontos positivos e negativos de internalizar este serviço é possível concluir-se que, na grande maioria dos casos, optar por uma cobrança terceirizada é a opção mais econômica, assertiva e que gera maior possibilidade de receber valores pendentes.

Basta fazer as contas na ponta do lápis e ver como, na prática, uma cobrança terceirizada é a melhor escolha.