3 dicas para acertar ao investir em cobrança terceirizada

3-dicas-para-acertar-ao-investir-em-cobrança-terceirizada

Quando as empresas se deparam com muitos clientes inadimplentes e ausência de equipe de cobrança própria, os serviços de cobrança terceirizada entram em cena. Mas, afinal, qual é a melhor forma de escolher esse parceiro?

Optar pelo serviço de uma empresa de cobrança terceirizada é, na maioria das vezes, a opção mais inteligente e eficaz para uma companhia, mas, para garantir que essa ação dê bons resultados, a seguir, listamos três pontos a serem considerados:

  1. Conheça a empresa de cobrança

A empresa de cobrança terceirizada não deve ser vista como uma fornecedora, mas, sim, como uma parceira do seu negócio. Por isso, é essencial conhecer seu histórico, como trabalham seus profissionais e medidas que podem ser tomadas para que o DNA da sua empresa seja absorvido por quem vai trabalhar para reaver débitos de inadimplentes.

Ao entender a direção do seu negócio, o posicionamento da empresa no mercado e seus objetivos fica mais fácil para a equipe de profissionais de cobrança terceirizada serem mais assertivos nas abordagens e negociações.

  1. Foque no todo, não apenas na redução de custos

Quando você avalia a terceirização de serviços de cobrança apenas como uma forma de economizar com equipe própria, corre o risco de perder o objetivo dessa ação. Isso porque a equipe de cobrança terceirizada não se ocupa apenas de retirar trabalho do seu time, mas, sim, trabalhar em conjunto com vocês por uma meta comum.

Tenha em mente que a equipe de cobrança terceirizada retirará os custos do esforço gerencial com atividades que não são o foco do negócio, mas, para ter sucesso, ela precisa ser municiada com informações de qualidade, atenção da companhia e confiança por parte dos colaboradores.

  1. Estabeleça um acordo de nível de serviço

Para que a relação entre as duas partes seja amigável, uma dica é investir em um acordo de nível de serviço, que garante algumas boas práticas das duas partes para garantir que o atendimento e entrega dos serviços seja de qualidade.

Para isso, basta selecionar indicadores específicos e algumas metas de trabalho tanto da empresa contratante quanto da  que presta serviços de cobrança terceirizada, além de bônus para quando os resultados superarem as expectativas, multas em casos de descumprimento, etc.

Com confiança de ambas as partes, colaboração entre as empresas e metas claras a serem atingidas, a relação com uma empresa de cobrança terceirizada tem tudo para ser a melhor possível!

Fale com a Help Cobranças e conheça o nosso trabalho, histórias de sucesso e como nossos profissionais atuam. Teremos o maior prazer em atendê-lo!

Como negociar com o cliente na venda de um produto ou serviço?

Como negociar com o cliente na venda de um produto ou serviço?

Um bom relacionamento com o cliente é essencial para que os negócios prosperem e você conquiste mais interessados no seu produto ou serviço, mas negociar com o consumidor é essencial para evitar prejuízos e, principalmente, a inadimplência.

Quando adquire um serviço ou produto, o cliente, na maior parte das vezes, pede desconto, certo? Porém, cabe a você ter bom senso para não ceder demais e afundar o negócio.

Para te ajudar nessa tarefa, a seguir, elaboramos algumas dicas de como negociar com o cliente na venda de produtos e serviços:

O desconto é inviável às vezes. Saiba dizer “não”

De nada adiantar tentar conquistar o cliente dando descontos se, depois, você ficará no prejuízo. Quando isso acontecer e o desconto não for possível, tenha uma postura forme, educada e atenciosa, explicando o porquê de manter esse preço.

Pense que, em alguns casos, é melhor não ter pressa na negociação e fazer tudo com calma. Isso evita perdas e até um acordo com alguém que, lá na frente, pode se transformar em um cliente inadimplente.

Ofereça benefícios para agradar o cliente

Caso um desconto não seja possível, lembre-se que existem alternativas para agradar o cliente. Brindes, condições especiais como prioridade de entrega, instalação grátis ou montagem de um equipamento, por exemplo, são alternativas.

Sempre priorize os pagamentos à vista

Caso você precise dar descontos, escolha sempre os que forem para pagamentos à vista, já que em transações com cartão de crédito, a empresa deverá pagar taxas. Nas vendas com cheque ou crediário, há o risco de inadimplência. Quando o cliente paga em dinheiro, facilita seu fluxo de caixa e você não corre riscos.

Evite ceder a barganhas logo de cara

Mesmo que o preço de um produto ou serviço tenha margem de 10% de desconto, evite ceder logo que o cliente pedir descontos. Essa dica ocorre porque, se você baixar o valor de cara, o cliente e poderá pensar que pode reduzi-lo ainda mais e continuar insistindo.

Independentemente da sua técnica de negociação, é fundamental atentar para os riscos de qualquer transação efetuada sem pensar na margem de lucro ou na forma de pagamento escolhida pelo cliente.

Se você já passou por essa experiência e tem muitos clientes inadimplentes, é hora de reaver esses valores. Fale com a Help Cobranças e veja como uma empresa de cobrança terceirizada pode te ajudar a receber esses débitos com uma equipe 100% experiente e profissionalizada!